Páginas

Igreja Evangélica Luterana do Brasil – Cristo Para Todos - 107 anos - 2012 - FUNDAMENTANDO

Igreja Evangélica Luterana do Brasil – Cristo Para Todos - 107 anos - 2012 - FUNDAMENTANDO

PROGRAMA CRISTO PARA TODOS

PROGRAMA CPT. Novo programa da IELB. Entrevistas, mensagens de esperança e música. Tudo em alta definição.

Programa CPT

Loading...

sexta-feira, 11 de março de 2011



QUARESMA

Introdução

Quaresma é o período de 40 dias antes da Páscoa, fora os domingos, que já são celebrações da Páscoa, ou seja, da ressurreição de Jesus. Quarta-feira de Cinzas inaugura o período da Quaresma, que nos faz meditar sobre o sofrimento e morte de Jesus Cristo, o seu penoso serviço pela salvação da humanidade!

Neste contexto, Jesus mesmo nos incentivou a sermos tais como ele, que não veio para ser servido, mas veio para servir e dar a sua vida em resgate (pagamento) por muitos (Mt 20). Para cumprir Is 53, Jesus veio como servo sofredor, como escravo, com um penoso trabalho pela frente... mas, vendo os frutos deste, a nossa salvação, ele ficou muito satisfeito. Seu árduo trabalho não foi em vão.

Por isto, nesta Quaresma, a grande ênfase das nossas mensagens é o serviço dedicado de Jesus, sua DICACONIA, seu servir, agir que nos constrange ao serviço humilde, através do pó, em benefício do próximo, do irmão, do sofredor.

No Sermão do Monte, Jesus nos diz que “vós sois a luz do mundo... o sal da terra... brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”– não a nós mesmos! Quaresma e Diaconia!

No evangelho lido, Mt 6.1-6 e 16-21, Jesus nos estabelece uma justiça, uma maneira correta de viver, bem mais superior a dos judeus, dos escribas e fariseus, hipócritas, que faziam as coisas por fingimento, apenas para serem vistos e elogiados pelos homens!

Quaresma e Diaconia: JESUS NOS ESTABELECE UMA JUSTIÇA MELHOR!

1. NO DAR ESMOLAS, A MÃO ESQUERDA IGNORA O QUE FAZ A DIREITA

“Quando, pois, deres esmola (ofertas de caridade), não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a sua recompensa”.

“...não toques trombeta diante de ti”, isto é, não fazer as coisas para receber elogios, para aparecer, para fazer show, como os fariseus o faziam. Eles já receberam sua recompensa dos homens!

Nós corremos o risco de fazer as coisas na igreja e no mundo apenas para que o nosso nome apareça! Damos com uma mão para receber recompensas com a outra?! Ficamos exaltados com o nosso nomes na igreja, na mídia, nos jornais, na internet... para sermos glorificados, lembrados, exaltados...?! Assim servimos a nós mesmos, não a Cristo e nem para a glória de Deus. Quando o nosso nome aparece, o nome de Deus desaparece! Ficamos muito influenciados pelo mundo, onde o EU é a grande tônica!? Aquela palavra de João Batista: “convém que Cristo cresça e que eu diminua”... fica difícil de ser digerida! Porque é muito bom aparecer, ser destaque...! Não queremos nos negar a nós mesmos, nem tomar a cruz e seguir após Jesus, seguir o caminho da humildade e da cruz! Quantas vezes pecamos, e merecemos a condenação!?

A Quaresma nos traz conforto: Jesus, Senhor, se faz humilde, não vem para ser servido, mas vem para nos servir e dar a sua vida em pagamento, em resgate, por nós e por muitos (Mt 20)! Sendo Senhor e Deus, se fez servo sofredor por amor a nós. Não pensou em si mesmo, mas pensou em você e o amou sobremaneira! O apóstolo Pedro escreve: “Fostes resgatados não mediante coisas corruptíveis, como ouro ou prata, mas com seus preciso sangue”. Fomos resgatado para lhe pertencermos!

Somos chamados a sermos tal como Jesus: “Tu, porém, ao dares a esmola, ignore a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita; para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6.1-4). Nem a minha mão esquerda é para ficar sabendo o que faz a mão direita! Minha obra de caridade... fica em secreto, entre eu e Deus, sem show, sem tocar trombetas. Fazer a obra de amor sem espetáculos, que coloquem em evidência o meu EU.

E o Pai nosso, que vê em secreto, “te recompensará”! Deus vê tudo. Ele sabe o que passa no meu coração e no seu coração. Ele recompensará as obras de caridade que fizermos.

Em Mateus 25.37ss., os justos perguntarão, surpresos, a Jesus no último dia: “Quando foi que te vimos com fome e sede e te demos de comer e beber?”. “Sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes” – será a resposta do Senhor Jesus! Fazemos as coisas sem segundas intenções, ao natural, pois o amor de Cristo nos constrange. Ele conhece tudo. E ele nos recompensará ricamente na consumação do século, depois desta vida, no novo céu e na nova terra!

Em 2Co 5, Paulo afirma que Jesus morreu por todos, para que nós não vivamos mais para nós mesmos, mas vivamos para ele, que por nós morreu e ressuscitou! (2 Co 5).

JESUS NOS ESTABELECE UMA JUSTIÇA MELHOR!

2. NO ORAR, ENTRAR NO QUARTO E ORAR AO PAI EM SECRETO, SEM SHOW

“Quando orardes, não sejais como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens.” Os escribas e fariseus faziam da oração um show. Faziam orações três vezes ao dia, também em praças públicas, levantando aos mãos para os céus, para serem visto pelos homens.

“Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6.5,6). Sem show! Orar em secreto ao Pai. Orar é uma questão íntima e pessoal entre eu e o meu Pai, sem espetáculo para o mundo. E o Pai, que me vê em secreto, me recompensará!

JESUS NOS ESTABELE UMA JUSTIÇA, UMA MANEIRA DE VIVER, MELHOR!

3 . NO JEJUAR, UNGIR A CABEÇA E LAVAR O ROSTO, SEM O DEMONSTRAR

“Quando jejuares, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa”. Não é proibido jejuar. Mas, não nos mostrar abatido como os hipócritas, com o rosto desfigurado, para parecer aos homens que estamos jejuando. Não. Os hipócritas, que assim fazem, já receberam a sua recompensa.

“Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim a teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6.16.18). Ao jejua, ungir a cabeça, portanto, lavar o rosto, para não dar na vista. E o Pai, que nos vê em secreto, nos recompensará! Vida cristã sem espetáculos, sem show, sem obter elogios dos homens – como os ímpios adoram! O jejum, portanto, é coisa secreta entre eu e o meu Pai! E ele me recompensará.

Que jejum Deus quer do seu povo em Isaías 58.1-12? Jejum de arrependimento, de reconhecimento do erro praticado, em panos de saco... soltar as ligaduras da impiedade, desfazer as ataduras da servidão, deixar livre os oprimidos e despedaçar todo o jugo, repartir o pão com o faminto, recolher em casa os pobres desabrigados, cobrir a nudez do pobre com roupas e não se esconder do semelhante!... E “o Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam” (v.11). Deus me abençoa para que eu ajude os desfavorecidos, os pobres, os doentes, os que padecem fome!

Servir tal como Jesus, o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas veio para servir e dar sua vida em resgate por muitos, por você e por mim! (Mc 10.42-45)

Conclusão

Diaconia: Jesus nos estabelece uma justiça, uma maneira de viver, bem mais nobre! Não à maneira ímpia, hipócrita, mundana! Sem show, sem espetáculos para receber elogios... Toda a glória seja dada a Deus Pai, que tudo nos proporciona ricamente!

Quaresma: Peçamos perdão a Deus pelas nossas falhas: “Compadece-te de mim, ó Deus... segundo a multidão das tuas misericórdias... apaga as minhas transgressões....”. E peçamos: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e sustém-me com um espírito voluntário” (Sl 51).

Ajuntemos, pois, tesouros nos céus: As palavras finais do evangelho de hoje são marcantes: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corroem, e onde ladrões não escavam, nem roubam” (Mt 6.19-21). Amém.


(Base: Livreto: Quaresma – Diaconia, Dr Vilson Scholz e Bruno Rieth)